Estou na Europa!

Olá colegas.

O post é um pouco diferente, entra na categoria de desabafos.

Estou “curtindo” minhas férias do trabalho cursando um general english em Galway (Irlanda). A ideia surgiu quando minha namorada começou com umas crises de querer viajar, de sugerir que poderíamos fazer alguma viagem pelo Brasil para alguma outra região turística porém como não sou muito chegado em turismo, disse que só aceitaria gastar dinheiro com esse tipo de experiência caso agregasse na minha carreira e foi então que a ideia de realizar um intercambio surgiu pois eu nunca tive uma prova real se sabia ou não me virar na lingua inglesa. Na hora eu não dei muita atenção pois achei que era só necessidade de conversar porém minha namorada seguiu em frente e levantou todas as informações necessárias (custos) e aqui estamos, realizando um curso de general english (eu) e de leadership (ela, pois já possui ingles avançado).

Após 2 semanas tenho algumas conclusões que gostaria de registrar e a primeira é que o Brasil (ou certas regiões) não perde em nada para a Europa (para o meu estilo de vida). Vou usar o exemplo da minha cidade (Campinas – SP) que possui conveniência 24h, opções de lazer, gastronomia, cultura, oportunidades para desenvolvimento profissional e o principal, você precisa de no máximo 1 hora (fora do horário de rush) para estar em São Paulo caso precise de algum muito especifico que não encontrou em Campinas.

O que levo de experiencia é que aquela vontade de morar e trabalhar no exterior diminuiu e muito, claro que caso seja uma oportunidade de crescer é algo que seria pensado com carinho porém trocar “elas por elas” apenas para sair do Brasil, em minha opinião deixou de ser prioridade. Sim, existem problemas em Campinas relacionados a segurança e outras coisas porém não é algo que tenha me afetado muito. Pode parecer um pouco mesquinho também olhar para meu país levantando os pontos apenas da cidade que moro (que é bem desenvolvida) porém acho bem complexo analisar outras situações sem vivenciar.

4 pensou em “Estou na Europa!

  1. Estive em duas cidades, em Galway e em Dublin (capital) achava que a questão de serviços era maior por exemplo transporte 24h esse tipo de coisa, de toda forma existe uma sensação de segurança ao andar pelas ruas, talvez por não viver o dia a dia do país. De resto, normal como uma cidade com certo desenvolvimento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *