2020, continuar rentabilizando a carteira ou carteira para longo prazo?

Em 2019 realizamos lançamentos de calls, as famosas operações de taxas e como será possível verificar no nosso post de fechamento de 2019, tivemos uma rentabilidade interessante de 2,9% com máxima de 6,4% e minima de 0.9% (realizei uma apuração rápida… contando os erros como pagar 0,5% do capital da operação em taxas de corretagem e acertos) ou seja… nossa estratégia nos garantiu algo em torno de 36% nos últimos 12 meses que é algo muito interessante.. porém acredito que grande parte do retorno seja devido ao bull market, fico pensando se tivesse uma carteira mais longo prazo no inicio do ano, o que teria acontecido. O que me conforta é que grandes porradas como VVAR3 com toda certeza não entrariam em uma carteira long devido aos fundamentos não serem tão interessantes.

Para o próximo post, devo criar uma carteira long para comparar como teria sido a evolução da mesma durante 2019, com 9-12 ações mirando apenas um papel por setor que será escolhido de acordo com os fundamentos da empresa.

É isso… e você? como pensa fazer em 2020?

Consolidação da estratégia de opções 2019-11

O Exercício

Acabou o amor, minha querida CMIG4, que me deu tantas alegrias, tantos prêmios, agora me frustrava por estar R$ 1,70 abaixo do preço médio… estava decidido a realizar o prejuízo do papel quando após conversar com alguns colegas decidi lançar uma opção abaixo do preço médio assim “diminuindo” meu prejuízo pois como já estava decidido a realizar que fosse embolsando algo em troca. Outro papel estranho, VVAR3, empresa está em recuperação porém full prejuízos e a galera dobrando posição (tipo eu) realizei várias rolagens para subir o strike… De resto.. nossa querida ITUB4, lançamento padrão…

As Operações

Venda de 4200 calls de CMIG4 com strike R$ 13,00 pelo prêmio de R$ 0,25. Não realizei a recompra e fui exercido.
Venda de 1000 calls de ITUB4 com strike R$ 36,42 pelo prêmio de R$ 0,71. Não realizei a recompra e fui exercido.
Venda de 4000 calls de VVAR3 com strike R$ 7,60 pelo prêmio de R$ 0,20. Foram recompradas por R$ 1,36.
Venda de 4000 calls de VVAR3 com strike R$ 9,00 pelo prêmio de R$ 0,25. Foram recompradas por R$ 1,05.
Venda de 4000 calls de VVAR3 com strike R$ 9,80 pelo prêmio de R$ 0,40. Foram recompradas por R$ 1,27.
Venda de 4000 calls de VVAR3 com strike R$ 10,00 pelo prêmio de R$ 1,01. Não realizei a recompra e fui exercido.

Os Resultados

A primeira operação dividida em duas partes. A parte de opções nos deu um lucro de algo em torno de R$ 1.050,00 bruto ou R$ 892,50 liquido. Percentualmente falando seria algo em torno de 1,7% bruto ou 1,5% liquido do capital da operação. A parte do ativo nos deu um prejuízo de R$ 1,30 por papel ou seja, algo em torno de R$ 5.500,00.
A segunda operação deu um lucro de algo em torno de R$ 710,00 bruto ou R$ 603,50 liquido. Percentualmente falando seria algo em torno de 2,0% bruto ou 1.7% liquido do capital da operação.
A terceira opção seria a rolagem de strike, que gerou um prejuízo de R$ 1,16 por opção ou seja, algo em torno de R$ 4.640,00.
A quarta opção seria a rolagem de strike, que gerou um prejuízo de R$ 0,80 por opção ou seja, algo em torno de de R$ 3.200,00.
A quinta opção seria a rolagem de strike, que gerou um prejuízo de R$ 0,87 por opção ou seja, algo em torno de de R$ 3.480,00.
A sexta opção seria o “resultado” das rolagens e também seria dividida em duas partes. A parte de opções nos deu um lucro de algo em torno de R$ 4.040,00. A parte do ativo nos deu um lucro de R$ 10.360,00 porém ao abater o custo das rolagens ficamos com o prejuízo de R$ 960,00. Portanto a operação “VVAR3” nos deu um lucro final de R$ 3.080,00. Percentualmente falando seria algo em torno de 7,3% bruto ou 6,4% liquido do capital da operação.

Em Geral

Um mês diferente porém interessante, pudemos rolar alguns ativos, prejuízo na nossa querida CMIG4 (o resultado do ano em CMIG4 ficou positivo).
O resultado ficou dificil de explicar, caso fiquem com alguma dúvida estou a disposição!
Minha ideia é gerar um “resultado 2019” no final de janeiro após nosso próximo fechamento. O resultado deve ser por papel uma vez que utilizo poucos papeis.

Rolagem de opções… quando eu faço?

Se precisasse explicar o que é a rolagem de opções eu diria que é basicamente concluir aquele primeiro “acordo” realizado com as vendas das opções comprando a mesma quantidade que você vendeu e em seguida realizar um novo acordo com o novo strike ou nova data. Mesmo que pareça simples, a rolagem de opções pode ser um mistério para muitas pessoas, eu por exemplo nunca vi muita vantagem uma vez que a minha estratégia é entregar o papel já que o “lucro combinado” no momento da montagem da operação já estava calculado.

Foi então que belo dia uma ação que não me recordo com qual esticou muito e eu fiquei com aquela dorzinha por ter vendido a opção muito ATM e foi assim que comecei a calcular se seria vantajoso ou não a rolagem de opções e para isso estou utilizando uma planilha.

Passe o mouse sobre a imagem para visualizar melhor.

Podemos ver no quadro acima, uma operação montada com 2 rolagens e uma ultima que não valia a pena.

No quadro verde, foi a montagem da operação e no final os custos de recompra gerando meu “novo preço” do ativo que é utilizado na primeira rolagem que consta no quadro azul como preço de compra e todo calculo é realizado com esse “novo preço”, no quadro marrom eu apresento a segunda rolagem realizada no ativo seguindo a mesma lógica e no ultimo quadro, o vermelho eu mostro como “validar” se vale a pena rolar a opção para outro strike ou manter.

No quadro verde, foi a montagem da operação e no final os custos de recompra gerando meu “novo preço” do ativo que é utilizado na primeira rolagem que consta no quadro azul como preço de compra e todo calculo é realizado com esse “novo preço”, no quadro marrom eu apresento a segunda rolagem realizada no ativo seguindo a mesma lógica e no ultimo quadro, o vermelho eu mostro como “validar” se vale a pena rolar a opção para outro strike ou manter.

Como trabalho com opções para ser exercido e no momento estou com um papel não muito “confiável”, foco no premio liquido do exercício e podemos ver que os 3 primeiros movimentos (montagem e duas rolagens) foram vantajosos, porém o ultimo movimento não faria sentido pois o risco de “continuar com ativo” aumentaria para apenas 0,1% de aumento caso não fosse exercido.

Basicamente é assim que eu decido se vou rolar o strike ou não.

Fechamento Novembro 2019: R$ 195.519,33 (+R$ 5.162,57 ou +2,71%)

Voltamos ao crescimento (ou recuperação) digamos assim, nada de espetacular no fechamento de Novembro, estou balanceando parte dos meus investimentos para futuras oportunidades ou necessidades de aporte. Acredito que a meta dos 200k será batida no fechamento de Dezembro, nas minhas contas a meta poderia ter sido batida caso a nossa querida CMIG4 não estivesse tão sofrível… mas vamos em frente!