Meu recorde de livros anual está prestes a ser batido!

Sempre tive vontade de ler livros porém sempre achei o custo beneficio ruim, com a aquisição de um leitor digital acredito que exista uma melhora do custo beneficio.

Por que fazemos o que fazemos

Leitura rápida porém enjoativa, não gerou muito conhecimento, classificaria como o famoso auto ajuda onde o livro tenta mostrar algumas situações para que a pessoa consiga sair com alguma perspectiva de melhora. Não tem muito o que comentar, acho o autor um orador fantástico e confesso que li o livro basicamente por conta do autor.

Como mentir com estatística/

Leitura rápida e bem agradável, não chega a gerar muito conhecimento porém foi possível abrir os olhos sobre como podemos ser influenciados por gráficos ou títulos tendenciosos. Por exemplo, se falarmos que o salário médio de uma pessoa de determinada área é de R$ 1.000,00 e falarmos que a empresa A tem salário médio de R$ 2.500,00 significaria algo bom ou ruim?

A resposta “correta” seria que depende. Depende de quem compõem essa amostra, digamos que essa amostra que gerou a média de R$ 2.500,00 é composta por dois colaboradores, um proprietário é o proprietário que tem salário de R$ 4500,00 e o outro é um contratado que tem salário de R$ 500,00. Entendem como a informação pode ser tendenciosa?

Sapiens: uma breve história da humanidade

Leitura lenta, se tivesse que resumir o livro em uma palavra seria FANTÁSTICO. Muita coisa que é comentada no livro bateu exatamente com o que eu penso da vida, coisas que podem soar como preconceituosas que eu prefiro classificar como “lógica biológica” um exemplo seria uma possivel explicação para certas pessoas serem “atraídas pelo oposto” onde biologicamente falando seria “corpo ” entendendo que a característica X é interessante e não existe no ser atual então tenta a gerar um descendente com essa característica.

Vale a leitura!

Atualmente estou com outros livros na fila, gostaria de fechar o ano com 6 leituras, talvez adicionar essa informação ao fechamento mensal.

Li um livro em 3 “lidas”

De tempos em tempos tenho momentos de leitura (a ultima foi na faculdade quando li os 3 livros do monge e o executivo). Como gosto de gastar dinheiro com coisas que vou vender alguns meses depois (sim.. gasto algum dinheiro com coisas que eu realmente não preciso) comprei um Kindle de um colega, um novo está custando na faixa de R$ 480,00 porém negociei com esse colega e ele me vendeu o dele por R$ 320,00 o grande detalhe é que já vem com o case de proteção que custaria uns R$ 50,00. Coincidentemente na mesma semana saiu uma promoção por R$ 320,00 em 10x porém como eu já estava com o aparelho desse colega e já tinha combinado um preço porém não tinha pago ainda, achei melhor honrar o acordo e comprar o usado pelo preço de um novo (medo do carma).

Vamos ao livro, a obra dessa vez foi o “porque fazemos o que fazemos” do Mario Sergio Cortella, a leitura me surpreendeu com alguns pontos onde me reconheci (talvez essa seja a ideia dos livros de “auto ajuda”) e pela facilidade e fluidez da leitura. Para terem uma ideia eu terminei o livro em “três lidas”, a primeira lida do capitulo 1 ao 11, segunda lida do 12 ao 15 e a terceira do 16 ao 20. Posso dizer que o livro é interessante e o Kindle facilita muito pois posso ler na hora de dormir ao invés de ficar navegando por redes sociais. Achei o livro interessante porém não espere a resposta da vida, ele comenta coisas óbvias e as vezes muito interessantes que nunca paramos para pensar como a ideia de motivação, a ideia do trabalho etc.

Estou lendo agora um outro chamado “como mentir com estatística”. No próximo post sobre livros trago o meu relato.